quinta-feira, 29 de setembro de 2011

Santa Daniele do Infinito Amor e Ódio ao Próximo


As pessoas se deliciam na dor, seja delas, seja dos outros. Têm uma necessidade de visualizar a morbidez, o sofrimento, a aproximação da morte, da desistência do continuar. Exigem de quem está doente a feição que projete a dor física e emocional, eliminando qualquer possibilidade de continuar a sorrir. 
Pois saibam, meus caros, que o sofrimento é um acontecimento solitário. É um encontro sozinho do "seu eu consigo" (horrível essa colocação), é só o que vc sente, com sua angústia, seus medos, inseguranças, incertezas, dúvidas, novidades, descobertas, desesperos, necessidades, conquistas, suas coisas. Só suas.
Mas mesmo essa solidão, é amenizada pelo círculo de amor que se forma ao nosso redor. Desde que eu me lembre, sou rodeada de muito amor, nasci assim já. Minha vida toda foi repleta dessa proteção, porque não há maior indício da existência de Deus que esse dar e receber amor sem esperar herança. 
E, pensando bem, acho até que foi essa possibilidade que me tornou uma mulher corajosa, fortemente delicada. Não tenho medo de nada, como diz minha filha "tudo o que é de difícil você enfrenta, mãe", mas também não tenho medo de amar imensamente todas as coisas que a vida me oferece. 
Sou assim, intensa, por isso meu câncer eram dois: dois, simultâneos, no ovário e no endométrio, crescendo separadamente, um deles totalmente explícito, me chamando pro pega lá fora, querendo me deter; o outro, escondidinho, na tocaia, prestes a me dar o bote. Foi difícil descobrir, mas existe uma luz divina sobre todas as coisas, menos sobre línguas ferinas. Portanto, cuidado com o que sai da sua boca, cuidado com o que permite que tome conta do seu coração!
Esses dois elementos semi-espertinhos, não conseguiram levar de mim a alegria e a verdade de pessoa que me tornou uma Dani Ricci muito querida (isso mais me parece um personagem do que meu nome), amada e admirada e que oferece aos bons o mesmo amor e bem querer. Basta chegar: esta é uma porta sempre aberta! Mas não traga sua maldade, porque ela não passa nem no vão e para que eu tenha tanto amor, eu também sou feita de um ódio mágico, como coisa de bruxa, que faz com que coisas aconteçam. 
Reparei esses dias em um comercial de TV em que as pessoas se revezavam num subir e descer de escadas que dão em lugar algum e diziam as seguintes frases: "Sonhos não são feitos para passar em branco. Em qualquer parede você pode abrir uma porta. Não desista, nunca!" 
Pensei muito nisso e nas oportunidades que surgem na vida da gente, mas principalmente na forma como encaramos essas chances e, ainda, quem vai estar com a gente nessa jornada. Escolhemos, mas também somos eleitos. E é nessas companhias que daremos colorido aos sonhos, que esculpiremos  buracos e frestas em paredes inteiras para deixar passar nossos sonhos. Ninguém tem o direito, a ninguém se dá o direito de pisar em nossa trajetória. Todo mundo tem direito à boa índole.
O amor que a gente leva, é uma prova da existência real de Deus em nossas vidas. Ele não está esperando por vc no altar, bem como Cristo não está simplesmente sentado à direita do Pai. São metáforas para dizer que o divino vive dentro de nós, portanto cabe a cada um externá-lo, deixar que se torne expressão. A voz do coração tem acesso direto com Deus, é a linha divina da bondade da alma com o dono do universo. 
Não se pode entrar numa fazenda e colher as frutas do pomar sem a permissão do dono. Então, a gente tem que pedir a Deus que nos fortaleça em nossas missões, que nos permita fazer com que aconteçam, que nos mantenha intactos e protegidos diante da maldade. Estou sendo uma ferramenta, da forma como suporto, e embora a abertura na minha parede seja pequena, consigo passar por ela todas as coisas positivas e as pessoas positivas que me rodeiam. Por esse vão, eu sinto a luz entrar e ela é intensa! 
Quem não tem capacidade de amar e respeitar sem dúvidas ou inveja o que não tem a menor noção do que representa, se não consegue ver a luz passar pelas frestas da sua parede, deve recolher-se à insignificância. Quer um conselho? Vai amar!!!
Eu é quem sabe o que está acontecendo, eu sei o tamanho da minha cruz, mas sou forte! Opto por sorrir a todo momento, por estar entre amigos, sem distinção de pessoa, por chorar, me derreter em lágrimas quando estou sozinha, por respirar a vida, seja num campo silencioso, seja numa festa agitada, por  ter um novo e eterno amor no momento pra sempre, por perdoar dívidas antigas, por transformar o verbo em poesia, por fazer da poesia um desabafo, por não me importar se alguém entenderá o que falei, por provar nossos sabores, por lavar minha alma como bem entendo. Mas continuo pagando minhas contas, tomando meu sol, arrumando minha própria cama. 
Não tem nada para dizer, cale sua boca. Não tem nada para doar, ouça e aprenda. Não tem nada para fazer, vá ler um livro... ou este meu blog, que aliás, é bem inspirado. Lave a sua boca ao falar dos outros, lave a boca para falar de mim. Eu sou santa, não sou qualquer mortal cheio de dúvidas e isso não é um sacrilégio. Não creio em pecados. Creio em mim. Respeite minha divindade.

"Santo é o espírito capaz de operar milagres sobre si mesmo." (Viviane Mosé)

2 comentários:

Alex Nasbu disse...

É ASSIM MESMO! Exatamente como vc escreveu! Sou solteiro, não tenho filhos, porém certa época CONVIVÍ com quem os tinha. Rí muito lendo seu texto. Também lembrei-me de fatos semelhantes.É A VIDA!Que também existe para ensinarmos e, sobretudo, aprendermos. PARABÉNS!!!
Alex.

DaNi RiCCi disse...

Caro ALEX! Que alegria me deu ver seu comentário, anos depois do que escrevi. E olha que ainda penso assim, talvez com menos voracidade, pois a idade vai nos dando uma paciência que a gente nem sabia que tinha. E também tem a questão do momento. Olha, se meu texto trouxe alegria, alento ou provocou qualquer sensação, especialmente em alguém como vc, que não conheço pessoalmente mas já faz parte de minha história, eu já posso agradecer plenamente pelo dia de hoje. Um forte abraço! Ahh... agora estou iniciando um novo blog, ainda bem no comecinho, mas dá uma passadinha por lá. www.daniricci.com.br